terça-feira, 27 de abril de 2010

O JEITO RELIGIOSO DE TRATAR O PECADOR...

Quando se fala sobre o pecado dentro das Igrejas... Pois raramente este assunto é comentado no meio da irmandade... E eu propriamente já ouvi da boca de um Pastor que certa vez me disse: Se eu pregar sobre o pecado esvazia a minha Igreja... Vejo que este assunto não é abordado... Nem ensinado... Não é ministrado... E muito menos tratado nas nossas vidas... Pois fazemos de conta que somos SANTOS... E o pecado faz de conta que não somos pecadores... Assim se torna muito mais fácil a nosso ver o modo pobre... Medíocre... Hipócrita... Religioso... Que se é utilizado... Em vez daquilo que é correto e que devemos e precisamos fazer... Preferimos viver uma vida sem transparência... Uma vida de faz-de-conta... Uma vida irreal... Alguns se utilizam da petulância de se acharem os mais SANTOS... Os mais PUROS... Os mais GOSPEL... E quando alguém supostamente é apanhado em flagrante qual é a atitude certa a ser tomada? Por anos tenho visto a Igreja que se diz estar na direção... Na unção... Na graça... No poder... No RÊ-TE-TÉ... Utilizar o modo RELIGIOSO de tratar do pecado na vida do pecador... Já vi irmãos e irmãs serem expostos diante da congregação no dia da Ceia... Antes de participarem... Sendo forçados a confessarem os seus pecados... Não confessados os pecados eram IMPEDIDOS de participar da Ceia... Por outro lado também vi... Jovens que namoravam e no ROLA-ROLA-AMASSA-AMASSA... Acabaram se inflamando e comeram a merenda antes do recreio... Qual foi a melhor atitude encontrada? Levá-los... Expondo-os diante da CONGREGAÇÃO e o Pastor com o MICROFONE nas mãos apresentava-os a SANTA-IGREJA denunciando-os pelo delito cometido... Ambos de cabeça baixa... Envergonhados... Com uma tremenda vontade de sair correndo... Disfarçados de Avestruz com a cabeça no buraco... Eram CONDENADOS a ficarem no banco da Igreja por dias... Meses e até anos...


Certa vez uma mulher...


João 8: 2-11 Pela manhã cedo voltou ao templo, e todo o povo vinha ter com ele; e Jesus, sentando-se OS ENSINAVA. Então os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; e pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. Ora, Moisés nos ordena na lei que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para terem de que o acusar. Jesus, porém, inclinando-se, começou a escrever no chão com o dedo. Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse-lhes: Aquele dentre vós QUE ESTA SEM PECADO seja O PRIMEIRO que lhe atire UMA PEDRA. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos, até os últimos; FICOU SÓ JESUS E A MULHER ali em pé. Então, erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém senão a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão ÀQUELES TEUS ACUSADORES? NINGUÉM TE CONDENOU? Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: NEM EU TE CONDENO; vai-te, E NÃO PEQUES MAIS.


Acho que o texto esta bem claro... JESUS ENSINAVA... Não é melhor ensinarmos e alertarmos as pessoas acerca do pecado?... Como no caso dos Jovens... QUE NAMORAR É PARA QUEM É CASADO.


I Corintíos 7: 4 A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher.


VEJAMOS QUE A BÍBLIA FALA DE MARIDO E MULHER E NÃO DE NAMORADO E NAMORADA!


Jesus nos deixou estes ensinamentos utilizando-se do Evangelho de João que creio nos ensinar que o que se é feito hoje nas Igrejas esta totalmente fora de texto e contexto bíblico.


Por esta razão vemos hoje uma Igreja... Que há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem. I Coríntios 11:30


Estamos utilizando o modo errado de tratarmos o pecado em nossas vidas... E na vida das pessoas... 


Estamos sendo religiosos como eram os escribas e fariseus... Estamos utilizando o jeito que condena e não o que CURA... LIBERTA... TRANSFORMA... SALVA... Perdemos a ESSÊNCIA... A PUREZA... A UNIDADE... A CONFIANÇA... Perdemos o rumo certo das coisas incertas... Precisamos voltar ao PRIMEIRO AMOR... Que são estes os princípios...


Tiago 5: 16 CONFESSAI, portanto, OS VOSSOS PECADOS UNS AOS OUTROS, e orai uns pelos outros, PARA SERDES CURADOS. A súplica de um justo pode muito na sua atuação.


Só há uma maneira de sermos curados... Com certeza não é o JEITINHO RELIGIOSO... Mas sim é o que Tiago nos ensina... CONFESSAR UNS AOS OUTROS OS NOSSOS PECADOS... PARA SERMOS CURADOS...


Postar um comentário