segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A LIÇÃO DO CESTO...

Certa vez o discípulo chegou para o seu mestre e lhe disse: MESTRE um dia eu quero ser igual ao senhor... O que tenho que fazer para me tornar como tú és? O mestre lhe respondeu estas vendo este cesto? Sim estou... Toma-o e desce até o riacho... Sem hesitar o discípulo tomou o cesto e rapidamente desceu até o riacho... chegando lá encheu-o de água e rapidamente subiu as escadas em direção ao seu mestre... Quando lá chegou com um sorriso em seu rosto lhe disse: Eis aqui o cesto mestre... Este olhando para o cesto lhe respondeu... desce novamente ao riacho... novamente o discípulo num impulso tomou o cesto e desceu as escadas numa disparada... jogou o cesto no riacho e o afundou o mais que pode... puxou-o de novo para cima e numa disparada desenfreada saiu correndo em direção ao mestre... quando lá chegou ofegante mas com um sorriso em seu rosto disse: mestre eis aqui o cesto... o mestre olhou e novamente disse desce ao riacho novamente... sem muito entender o discípulo saiu da presença do mestre só que não como havia saído as vezes anteriores... e então começou a murmurar... reclamando... mas obedientemente foi até o riacho afundou o cesto, ergueu-o novamente e saiu em disparada dizendo desta vez vou mostrar a ele que eu consigo... chegando até o mestre não mais com um sorriso em seu rosto e ofegante disse: mestre aqui esta o cesto... o mestre olhou e disse: desce novamente... este pegou o cesto de uma maneira abrupta e desceu novamente as escadas rumo ao riacho... reclamando... murmurando... irado... praguejando e dizendo acho que EU não quero mais ser como ele... mas afundou o cesto encheu-o de água e repetiu este mesmo gesto por varias vezes... quando o discípulo já não tinha mais forças e demonstrava um desgaste e um cansaço exaustivo o mestre lhe pergunta: o que você aprendeu com esta lição? o discípulo cheio de orgulho responde: que cesto não armazena água!!! IÉEEEES... o mestre então lhe responde: seria eu um homem falto se acreditasse que este cesto cheio de falhas e frestas fosse capaz de armazenar água... a intenção não era reter a água do riacho e sim lava-lo pois o mesmo estava sujo... aprenda uma coisa meu discípulo... a observar as coisas ao teu redor pois elas não estão ali por um acaso mas sim por um proposito... O discípulo não é superior ao seu mestre... mas todo o que for bem instruído será como o seu mestre... Lucas 6:40
Postar um comentário