terça-feira, 30 de outubro de 2012

DESABAFO DE UM "PASTOR"...

NO MUNDO TEREIS ORGULHO TEM BOM ANIMO EU VENCI O MUNDO.


Tenho sido perseguido por um inimigo implacável chamado orgulho, ele tem rondado constantemente o meu coração, as vezes fica escondido no recanto do meu ego e por fim me assalta de vez enquanto. “Sua voz firme me diz: “Você pode”, Você estudou para isso”, "mostre que você é melhor do que eles", "faça eles entenderem que a última palavra sempre será sua e ponto final".

Confesso que tenho sido assolado por este sentimento sequioso, hostil e funesto. O teólogo Padre Agostinho já dizia que o orgulho transformou anjos em demônios e o escritor C.S. Lewis disse que o orgulho leva a destruição, e o espírito arrogante, á ruína. 

A própria Bíblia diz que Deus rejeita os soberbos e os orgulhosos, mais dá graça aos humildes.

Às vezes eu me orgulho por ser Pastor de uma igreja grande, as vezes eu me assento no final da igreja e vejo tudo aquilo e digo: “eu inicie tudo isso sozinho", as vezes eu me orgulho por que todos os líderes da igreja dependem da minha palavra de "sim" e "não", e isso me torna forte e invulnerável, mais lá no fundo eu sei que não é nada disso, pois sou humano e completamente dependente da graça de Deus, "pois miserável homem que sou"

As vezes me orgulho por causa do sucesso das minhas pregações que têm ajudado várias pessoas, muitos enviados do orgulho batem nas minhas costas e dizem: "Você hoje foi perfeito". Na verdade eu queria ter ouvido: “Como Deus te usou nesta mensagem para falar comigo".

Tenho me orgulhado ultimamente por que sou presidente de uma grande instituição, fui escolhido em virtude de minha formação acadêmica e minha simpatia em lidar com questões complexas. Todavia as questões complexas do meu coração chamado orgulho eu não estou sabendo lidar, engraçado que eu sei o caminho, eu sei a fonte da cura, porém o meu orgulho me impede de eu prosseguir meu alvo rumo a humildade cristã e a simplicidade da vida.

Tenho sofrido de uma doença que esta muito forte entre os pastores, professores, teólogos e líderes dessa geração. Essa doença se chama "Orgulhonite'. Sabemos que em virtude desta doença estamos cada vez mais longe uns dos outros, estamos lutando a peleja do Senhor sozinhos e não como um único exército, estamos proclamando o nosso reino aqui na terra e não o Reino de Deus entre os homens, estamos endeusando nossa individualidade e não a comunhão de todos os santos, estamos frios, calculistas buscando o nosso próprio sucesso e aplausos humanos.

Nosso orgulho diz que a minha igreja tem o melhor louvor, nosso orgulho diz que nossa igreja tem a melhor doutrina, templos mais belo, melhor orquestra, melhor evangelismo, melhor modelo de discipulado, melhor modelo para família, melhor pregação, melhor teologia. Meu orgulho diz que o Espírito Santo age mais aqui na minha “Igreja” do que nas outras, também me fala que nossa Igreja é um modelo de ministério, de administração, de estratégia evangelística etc.

Venho então pedir que a igreja esteja orando por mim e também pelos pastores e líderes que sofrem de “ORGULHONITE”, para que Deus esteja nos curando deste mal antes que o nosso orgulho venha dizer para nós que se o Apóstolo Paulo estivesse aqui iria frequentar a minha igreja e não a sua, pois a minha igreja é mais bíblica, mais rica e mais bela.

Peço oração para mim e meus amigos pastores, antes que nós viéssemos fazer a oração do fariseu” Ó Deus, graças te dou por que não sou como os demais homens", e esqueçamos-nos de fazer em virtude do orgulho a oração do publicano "Ó Deus, sê propício a mim, pecador!"

Que Deus tenha misericórdia de mim e também de você e que possamos juntos voltarmos para a corrida cristã autentica celebrando a "unidade", a "humildade" e o "amor", pois o nosso Senhor Jesus Cristo disse com autoridade " Aprendei de mim, por que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma"

Texto de um autor desconhecido...

Postar um comentário