quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSCA E NÃO SAI BESTEIRAS...


O assunto do momento é sobre a Tragédia de Santa Maria RS, acontecido na madrugada do dia 27, domingo, e com certeza não seria por menos os meios de comunicações estarem anunciando o acontecido, com sensacionalismo ou não, esta é a obrigação de cada Rede de TV, Radio, Internet, ou qualquer outro meio não citado, informar, passar informações, comentar sobre o trágico, alguns emotivos, outros abusivos, e porque não para alguns dramáticos.

São vários os comentários sobre a tragédia, às redes sociais estão bombando, o trágico acidente esta gerando opiniões diversas, alguns comentam o escrúpulo, outros chamam de um ato criminoso, outros culpam os donos do recinto, outros culpam o cara que acendeu o sinalizador, o excesso de pessoas no local, a falta de portas de emergências, alguns dizem ser coisa do mal (devido ao cartaz exibido na net), e ai se vai à enxurrada de comentários expressada por varias pessoas de vários lugares, de vários tipos e de vários conceitos.


Dentre os comentários estão alguns que na realidade estarei comentando somente como exemplo, pois acredito que algumas pessoas comentaram sem medir o teor de suas palavras, e também acredito que alguns comentaram porque ouviram de outros, mas dentre estes li e ouvi; se não estivessem numa boate não tinha acontecido isto, a boate não tinha condições para realizar tal evento, estava funcionando irregularmente, os seguranças barraram o povo para não saírem sem pagar as comandas, etc...

Uma coisa que vejo em meio a tudo isto é o seguinte, sem querer criticar ou colocar a culpa em alguém, e querer tratar os envolvidos como assassinos e as vitimas de estarem no lugar errado na hora errada, então seria; não estamos preparados nesta vida para nada, nem para viver e muito menos para morrer, pois quem poderia prever tal fatalidade, alguns dizem; se não tivessem acendido o sinalizador não teria acontecido, com certeza não, mas quem ira prever algo que você já haveria feito mais de uma vez, sendo que acender o sinalizador não seria a primeira vez, e fazia parte do show, outros dizem; que isto sirva de exemplo para todas as boates e recintos fechados no nosso país, isto também não é a primeira vez a acontecer, já havia acontecido anteriormente, como a do Gran Circus Norte Americano (http://pt.wikipedia.org/wiki/Trag%C3%A9dia_do_Gran_Circus_Norte-Americano) só que em proporções maiores e algumas até mesmo menores, inclusive num país vizinho ao nosso, na Argentina.

Quando escrevi que não estamos preparados para nada me referi ao seguinte; na hora do pânico, não devemos entrar em pânico, porque se entrarmos em pânico acabaremos ferindo e seremos feridos, sei que nesta hora muitos querem se salvar, e nesta hora todos querem sair do local em perigo, mas é ai que as coisas podem ser piores, pois o pânico não nos permite pensar e o desespero pode nos prejudicar mortalmente, placas de sinalização com orientações adequadas sobre isto, poderia ajudar as pessoas nesta hora, pessoas que trabalhem no local preparadas para qualquer ocasião e circunstância, equipamentos de segurança com um bom funcionamento, e de fácil manuseio, decoração interna inspecionada e adequada para não incendiar sobre qualquer hipótese, ou seja, material não inflamável, toda precaução se torna uma prevenção.

Como é impressionante vermos as pessoas se comoverem facilmente em fatos como este que aconteceu tragicamente na cidade de Santa Maria RS, quando mencionei as redes sociais bombando, seria porque muitas pessoas comentaram tal fato, alguns comentários na verdade com certo teor alcoólico (embriagante), outros dizendo estarem sensibilizados com a situação, entendo perfeitamente tal sentimento, pois quando vi a noticia fiquei também emocionado, mas quero chamar a nossa atenção para isto e outras coisas que poderiam ser prevenidas.

Por exemplo, não temos como prever o futuro, mas acredito que temos como prevenir, e prevenir não seria proibirmos as pessoas de irem se divertir, que acredito que alguns estavam lá com este objetivo, por ser uma festa universitária, não tem como falarmos azar destas pessoas, não tem como falarmos o que quisermos, sei que nesta hora muitas são as palavras, as frases, muitas coisas são faladas, mas será que adianta falar, comentar, julgar, condenar, questionar, se irar, xingar, se irritar, será que adianta alguma coisa tomarmos atitudes adversas e inconsequentes, será que adianta subjugarmos tal fato acontecido, sendo que tantos outros aconteceram e foram esquecidos pela maioria daqueles que se expressaram com tais atitudes, entendo que as únicas pessoas que carregam as mas lembranças são os mais próximos, os familiares que sofrem com as perdas do passado e agora do presente, porque o restante nem se lembram mais, a não ser quando acontece a próxima tragédia, inclusive nossos governantes que nesta hora vão inspecionar cada beco e exigir de cada empresário deste ramo que entrem nas regras que agora, tarde demais, façam aquilo que já deveriam ter feito a muito tempo.

Exemplos ruins que não nos faltam, e isso não é somente em nosso país, Brasil, mas também em vários outros espalhados por todo globo terrestre.

Vemos os nossos governantes desesperados neste momento mobilizando um batalhão de pessoas varrendo cada casa, boate, bar e tudo o que funciona ao publico, baixou a febre da inspeção, o espírito de heroísmo patriota, e a atitude de olha nós aqui, estão nos vendo; senhores políticos desta nação, marmelada na hora da morte mata, mas a minha pergunta é;

“PORQUE SOMENTE AGORA ESTÃO FAZENDO ISTO”,

Foi preciso acontecer este trágico acontecimento onde mais de 230 pessoas morreram e outras tantas estão em risco de vida para que os nossos governantes se mobilizem, teve que acontecer isto para que nós viéssemos nos compadecer e sentir algo pelos nossos semelhantes, não achamos que isto esta sendo manifesto tarde demais, que hipócrita as nossas atitudes, que medíocre os nosso sentimentos, é preciso acontecer o mais trágico para que possamos demonstrar amor, compaixão, ajuda ou qualquer outra coisa proveniente do nosso ser neste momento em que a única coisa mais forte no peito é a dor da perda...

A maioria dos que morreram eram jovens, e quantos tem morrido e já morreram, nesta mesma situação e em outras como as drogas, quem tem ceifado milhares ao redor do mundo, quantas vidas com sonhos interrompidos e famílias com saudades profundas dos entes, quanto sofrimento, quanta dor, quanto do quanto e até quando estas coisas que podem ser prevenidas, sanadas e solucionadas deixaram de nos entristecer, pelo visto nunca, virão e irão gerações e as atrocidades acontecerão, porque o maior problema não esta nos lugares e sim em quem tem participação dos mesmos, obrigação esta que não pertencem somente aos proprietários e sim a todos nós, inclusive dos nossos governantes que com a deixa agora estão multando a torto e a direita, se aproveitando da situação lastimável para dizerem que estão fazendo algo, estão sim, estão chegando tarde porque a tragédia já aconteceu, e quem se foi não volta mais.

Como havia falado e retorno a escrever sobre os comentários diversos que li e ouvi, para quem não consegue raciocinar antes de falar ou escrever, por gentileza não faça nada, não se manifeste se for para comentar algo que fira a situação das vitimas, não post fotos do acidente, não curta postagens ofensivas e que estejam xingando as pessoas envolvidas em hipótese alguma, não se manifeste com raiva, não pegue carona na onda dos outros, como diz o texto boca fechada não entra mosca e não sai besteiras...

Que Deus conforte, supra, preencha, console, se manifeste sobre cada familiar, que o Espirito Santo se faça presente nos momentos mais difíceis de saudades, e que o nosso Senhor Jesus Cristo tome sobre os seus braços, os mesmo estendidos na cruz, cada uma destas pessoas que foram ceifadas prematuramente... Que a graça de Deus, o amor de Jesus e a presença do Espirito Santo sejam sobre cada um de nós, hoje e sempre...  
Postar um comentário