sexta-feira, 21 de junho de 2013

EU SOU A IGREJA...



Oi tudo bem?
Tudo bem e com você?
Vai se indo...
Você sabe quem eu sou? Sim... Você é a Igreja...
Como você adivinhou que eu sou a Igreja?
Da para se perceber...
E você sabe quem eu sou? Você me parece familiar!  Então, você sabe que pediram a minha mão em casamento?
É, e isto é bom ou ruim... Há sei lá...
Eu ultimamente ando meio confusa...
Olha só o meu corpo? Sinto-me inchada...
Minha barriga só pensa em comida... Olha as minhas pernas?
A perna esquerda parece que esta querendo ir para a direita e a direita esta querendo ir para a esquerda... E os meus braços então?(sacode os braços) Estão sem coordenação nenhuma?
Olhe as minhas mãos, ridículas, estas jóias baratas...
E as minhas vestes? Parece trapo de chão...
Estou tão desanimada... Tantas lutas...
Mas você não pode se entregar a fraqueza...
Eu sei que não, mas às vezes da vontade de desistir...
Ora estou alegre, ora estou triste...
O meu pretendente, sabe, eu não o conheço, mas quando sinto ele próximo a mim, me sinto tão bem... A presença dele em mim me transborda de alegria...
Você pelo jeito gosta do seu pretendente?
Há é assim, por não conhecê-lo muito bem, por não vê-lo com os meus olhos, sabe, fica meio difícil falar...
Mas eu também tenho outro pretendente, ele se chama Luc...
Este é charmoso, vem a mim com palavras e elogios, me diz que, assim como eu estou esta bom para ele, me diz que o mais importante é a beleza externa, me alegra muitas vezes me levando a coisas novas, baladas, festas, dançamos, pulamos, rolamos, nos divertimos abeça, é muito legal...
Posso te pedir uma opinião? Sim, claro...
O que você acha deste vestido de noiva?
Sinceramente, meio curto para você...
Nossa achei que tinha ficado tão bem...
E essa cor o que você me diz?
Não combina com você, parece estar suja...
Nossa você não aceita nada que eu falo e o que eu gosto?
Se fosse o Luc aposto que ele falaria o contrario...
Falaria porque ele não se preocupa tanto com você...
Que nada, o Luc, ele me enche de presentes, ta vendo este anel?
Foi ele que me deu ta vendo esta pulseira, também foi ele, e este colar que combina com o par de brincos, também foi ele, este vestido, ele me disse que é importado, é um pano muito raro de se encontrar. 
Mas te dar presentes não significa que ele ama você... 
Acho que amar, AMAR, de se entregar por mim não, mas acho que ele gosta de mim. Bom, agora tenho que ir, pois tenho um compromisso a fazer... Então tchau... Tchau... Olha só a minha cabeça conversamos e eu nem perguntei o teu nome, ando tão atarefada, ando numa correria pra baixo e pra cima, são muitas festas, reuniões, eventos, são tantas coisas que às vezes a minha vida vira uma rotina... Mas então tá, qual é o seu? Meu nome é Jesus...
Postar um comentário