quarta-feira, 2 de outubro de 2013

EU ESTIVE LÁ... Parte II

A maior maldade da nossa parte é que conseguimos ver sempre o mal como o maior dano de todas as coisas, quando olhamos para as pessoas, a primeira impressão que temos é aversão a elas, pois olhamos para a aparência e não para o coração, olhamos para as pessoas como se elas fossem à razão do mal existir e não o fato de deixarem ser influenciado por ele, o problema não são as pessoas e sim o que pode estar por detrás delas, no caso das musicas o bom é lermos as letras, procurarmos interpreta-las, e tirarmos as nossas próprias duvidas, não estou aqui defendendo esta ou aquela banda, e sim a causa de Cristo, as almas, por isso digo interprete as letras das musicas, traduza elas e veja que nem tudo é diabo, muitas vezes é o clamor de uma alma necessitada de Deus, tenho duas musicas que tem a sua tradução legendada, para alguns é uma blasfêmia, para outros uma obra diabólica, e infelizmente às vezes para a maioria dos que se dizem ser “espirituais” é coisa do diabo, mas para mim é o clamor de uma alma como qualquer outra, que tem um vazio dentro de si e que esta tentando preencher com algo que nunca ira lhe satisfazer, aconselho a assistirem estes vídeos, mas é claro, que se você achar ser pecado, o melhor é não assistir, e mais uma coisa se quer tirar uma conclusão assista até o fim...

A musica Judas da cantora Lady Gaga e Sign of the cross (Sinal da Cruz) da banda Iron Maiden, poderia colocar outras, pois existem diversas musicas como já falamos, mas minha intuição não é promover as trevas e sim desmascara-las, pois muitos tem feito justamente da maneira como o inimigo quer, ele quer que não venhamos atentar para o conteúdo e sim somente para a embalagem, quer nos fazer ver a aparência e jamais o interior, quer nos confundir, quer nos colocar uns contra os outros, lembremo-nos o que nos diz as escrituras; Nossa luta não é contra carne e sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes, não nos esquecendo que por detrás estão as astutas ciladas do diabo. Efésios 6: 12 e 11b






Invertemos o mandamento bíblico, pois lutamos contra nós mesmos, enquanto o nosso inimigo ganha terreno, nos confrontamos com liturgias e religiosidades, doutrinamos tudo, pois tudo para a igreja tem que ser para Deus, assim esquecemo-nos de que tudo já é de Deus, pois a sua vontade esta sobre todas as coisas e nada do que se fez, não se fez senão por sua própria vontade, não que Deus quisesse a existência do mal, mas permitiu o mau existir, pois se assim não quisesse teria-o banido desde o inicio, vejo que Deus permite a existência do mal para que nós possamos ter escolhas entre querer fazer o bem e querer fazer o mal, entre querermos andar nas trevas ou andarmos na luz, precisamos experimentar os dois lados para que possamos saber diferenciar qual é o melhor e com certeza não é aquele que as pessoas são envergonhadas e sim a que são exaltadas, não é o lado que humilha e sim o que restaura, não é o que te deixa com fome e sim aquele que te sacia.

Quanto à questão da musica ou da letra, muitos interpretam da seguinte maneira, musica que fala de Deus pertence a Deus, musica que não fala de Deus não pertence a ele, bom lembrarmos que nem todas as musicas que tem o nome de Deus nas letras significa estar louvando a ele, seja gospel ou secular, independe do ritmo, pois quando se grava um CD qual é a razão de o estar lançando? Na questão gospel é para evangelizar, bom, mas nem todas as musicas podem evangelizar, pois algumas destas musicas são para adorar a Deus, e onde esta isto a evangelizar? Outra questão quando se grava um CD gospel a intuição é evangelizar e porque então que os músicos ou a banda gospel fazem questão de fazer propaganda do dito CD  Não será para vendê-lo? Colocando-os a venda nas lojas e livrarias? Sem contar à questão que os tais dizem ser a pirataria do diabo, pois quem grava um CD sem autorização do autor esta pecando, mas e ai não era para evangelismo esta obra? E porque a preocupação do mesmo ser pirateado? Será por causa do prejuízo que a pirataria pode lhe proporcionar? E se um ímpio e não conhecedor da nossa verdade gravar também sem ter entendimento também é pecado? Fazer shows gospel cobrando entrada como as bandas mundanas segundo os gospel, também não seria pecado? Pois estaríamos imitando-as! Num CD tem aproximadamente mais de dez faixas, ou musicas, que por lei é obrigatório, quantas destas foram inspiradas para Deus? Será que nenhuma delas esta enchendo linguiça! O músico tem realmente a intenção de ter gravado um CD exclusivamente para Deus? Não estou aqui para julgar a ninguém, mas infelizmente muitas vezes estas preocupações estão no coração daqueles que querem lucrar com Deus e não louvar a Deus.

Voltando ao assunto do Rock in Rio, das bandas, dos músicos, das pessoas que frequentaram o evento e de tantas outras coisas que assistimos e como telespectadores indignados e discordados de acontecer um evento como este o que fizemos? Nada a não ser criticar, murmurar e porque não até mesmo amaldiçoar, como Igreja de Cristo estamos longe de agirmos como ele, estamos longe de enxergarmos com os seus olhos, sentirmos com o seu coração e pensarmos com a sua mente, estamos longe de sermos o que falamos ser, porque na mais pura verdade posamos de santos sendo miseráveis pecadores, reprendemos as pessoas pelas suas atitudes, nos esquecendo que temos também as nossas, queremos tirar o argueiro do olho do nosso irmão e nos esquecemos ter uma trave em nossos olhos, condenamos as pessoas que foram a este evento e não nos condenamos por julgarmos a elas, criticamos e não nos policiamos, porque se o ato de tudo é somente Deus, teremos que nos esquecer das outras coisas, principalmente daquelas que gostamos como; o time de futebol, querer ter um carro zero, uma casa nova, uma casa na praia, viajar de férias, comprar um CD de um cantor gospel que tem uma música que gostamos, descansar numa cama confortável, dormir bem agasalhado, comer algo de minha preferência, ouvir uma musica gospel que eu acho legal, tocar um instrumento com ímpeto e ser admirado, querer fazer o melhor, querer galgar os degraus do profissionalismo, se formar em uma faculdade, enfim tem tantas coisas que gostamos de fazer e queremos fazer, que se, acharmos que Deus não aprova teremos que ser nômades no deserto e não poderemos nos socializar com o resto da humanidade, e assim mesmo ainda estaríamos errados, pois estaríamos fora do mandamento de Deus, suportai-vos em amor.

As palavras colocadas aqui são de minha própria opinião, não estou querendo dizer estar certo de todas as coisas que escrevi, mas na verdade vejo que muitas vezes as pessoas querem levar tudo a ferro e fogo, quando Deus nos mostra ser simplesmente amor, que tudo sofre tudo crê, tudo espera, tudo suporta e jamais acaba.

A adoração pertence somente a Deus e a mais ninguém, isto foi o que Jesus disse diante do diabo no deserto; o diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares. Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Mateus 4: 8-10

Quando alguém diz que as musicas do mundo adoram a satanás, isto se torna impossível, porque adorar a ele é algo inadmissível, primeiro que para alguém ser adorado precisa aceitar a adoração e precisa ser digno de adoração, e o diabo esta bem distante de tudo isto, adorar a Deus é muito mais que cantar uma canção, é expressar um sentimento que vem de dentro da alma e não um simples sentimento de ouvir uma musica e sentir-se arrepiado.                                         

As coisas do mundo que fazemos conscientes ou não, conhecendo ou não, tendo entendimento ou não, não tem nada a ver com Deus, querer se justificar usando a bíblia por causa das coisas que queremos fazer, sabendo se esta ou não certa, ou gostar de ouvir musica de uma banda gospel ou até mesmo uma musica secular, se há pecado nisso é obra do Espírito Santo nos convencer, e não e jamais nós querermos repreender os outros por causa disto ou daquilo, quantas coisas tem escondido dentro do porão da nossa alma que fazemos e que não revelamos a ninguém, quantas coisas achamos ser o certo fazer e não estamos nem ai com os outros, coisas estas citadas anteriormente que não nos trazem preocupações com os outros porque somos egoístas, tememos ser repreendidos, mas não tememos repreender os outros, será porque nos achamos melhores?

Precisamos entender que a Deus pertence à verdadeira adoração, e adoração não é somente palavras e sim atitudes, se queremos ganhar as pessoas precisamos estar no meio delas como vivos e não como mortos, muitos almejam ganhar o mundo, mas não conseguem entender uma alma sequer, quanto a esta questão e para finalizar, cada um dará conta de si próprio, e se há alguém que pode nos julgar com certeza não é o homem carnal e sim Deus, Jesus não vivia no meio dos santos e sim no meio dos pecadores, estava sempre em busca de uma alma necessitada, estava sempre buscando os perdidos, agora cada um deve analisar-se pessoalmente, se a nossa consciência é dominada pelo pecado o bom mesmo é vivermos no deserto e não no meio dos pecadores, porque se nós não somos capazes de entendê-los com certeza muito menos seremos aptos a ajudá-los.


Só quem já esteve num evento como este sabe do que realmente a maioria destas pessoas precisam, principalmente aquelas que são dominadas pelas drogas, aquelas que não tem controle sobre si mesmas e aquelas que infelizmente são enganadas pelas trevas e acabam dando ouvidos as mentiras do diabo, por esta razão devemos ajuda-las, porque enquanto muitos estão condenando-as, o inimigo esta mantendo-as aprisionadas no calabouço, enquanto muitos questionam a maior parte delas perecem, elas não precisam serem julgadas e sim serem absolvidas...

Quando falamos algo ser do diabo, por mais que não pertença a ele, nós mesmos estamos entregando nas suas mãos aquilo que falamos, e porque que é mais fácil falar que algo pertence ao diabo em vez de falarmos que tudo pertence a Deus? Eu sei o porque! Porque a religiosidade enrustida em nós a qual herdamos no estado carnal não nos permite enxergarmos o tamanho do poderio de Deus, antes damos poder a quem não têm e a quem tem que é o Deus Todo-poderoso limitamos, falamos no poder e do poder de Deus, mas acabamos colocando o mal acima do bem, e isto é algo que nunca estará, porque o mal já é derrotado e contra Deus jamais irá prevalecer, Deus nos resgatou das trevas para a luz, para que também possamos resgatar a outros, porque se fosse para condena-los então nem precisariam ter saído de lá...


Você pode não concordar com as atitudes que julga ser errada na vida de uma pessoa, mas não pode se silenciar da oração pela libertação da sua vida...
Postar um comentário