sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

APOLOGIA OU IDEOLOGIA...


APOLOGIA -Discurso de defesa, justificativa ou louvor de algo (especialmente de uma doutrina, ação, obra etc.);
Defesa apaixonada de alguém ou algo; elogio, enaltecimento.
Do latim apologia e este do grego antigo ἀπολογία, "defesa, falada ou escrita".

IDEOLOGIA – (Concepção neutra) conjunto de ideias, crenças e doutrinas próprias de uma sociedade, de uma época ou de uma classe.
(Concepção crítica) maneiras como o sentido serve para estabelecer e sustentar relações de  dominação.

Há quem faça apologia e a quem faça ideologia de algo, o assunto é vasto e tenso, pois, muitos são os apologéticos e muitos também são os ideológicos.  

                                             
A apologia se da à ideia de se estar defendendo, de se estar justificando, e dependendo de certas situações de se estar louvando e adorando algo, já a ideologia se dá, da ideia da concepção (ponto de vista), que pode ser neutra ou critica, depende do ponto de vista; a neutra é um conjunto de idéias de diversos segmentos ou classes, e isto não é próprio, a critica, já é da maneira de uma sustentação pessoal, onde o que ira prevalecer é o domínio estabelecido por si próprio, Ex: penso assim e ponto final.

A ideologia também não pode ser abrupta (áspera, violenta, rude), porque senão ela deixa de ser uma parte da ideia e sim uma concepção formada, onde nada ira mudar o modo, o jeito e a forma de se pensar, e esta não é a função da ideologia, já a apologia, ou o termo apologético de defender, de justificar ou de se dizer que o único meio é este e esta certo e pronto, pode ser a ideia da apologia, mas quem garante que a interpretação, que a veracidade desta defesa, esta realmente correta, em alguns casos sim, mas será que estará em todos, como também da mesma maneira a ideologia, quem garante ser esta a melhor ideia,ou a única ideia correta?

Ambas destas nos fazem entender algumas coisas, nos fazem termos algumas opiniões que julgamos serem formadas, e que nos ajudarão em algo, ou até mesmo sobre algo, mas, tanto a apologia como a ideologia não podem trazer uma interpretação sem antes nos mostrar uma lógica, porque existem algumas coisas que necessitam disto, algumas coisas carecem de interpretação, e de uma interpretação genuína, não precisamos de achismos e sim de verdades.

Uma das maiores verdades é que a mente humana é preguiçosa, e sem o esforço pessoal é impossível chegar ao conhecimento de algo, é muito comum às pessoas ouvirem algo e não procurarem saber se isto procede ou não, se é de uma fonte segura ou não, se é verdade ou não, se é cabível de comentar ou não, muitas pessoas vão ao léu das coisas só porque ouviu alguém falar e por preguiça de pesquisar e de estudar, acham ser o mais fácil repetir o que ouviram, sem se importar com o resultado, se ele vai ser positivo ou negativo, se ele vai ser benéfico ou maléfico.

Nós seres mortais não queremos em hipótese alguma resultados negativos, nossa índole carnal, não nos permite passarmos por decepções, é preciso ter um caráter formado e transformado para poder entender e aceitar certos fatos, que não nos beneficiam ao nosso mesquinho modo de entender e compreender as coisas, mas que pela natureza dos acontecimentos humanos se faz necessário tais fatos existirem, pois, só assim poderemos obter experiências e muitas destas que irão nos decepcionar, mas, qual seria o melhor modo de nos colocar no devido lugar se não fosse este, o de passarmos por resultados insatisfatórios que podem nos levar a refletir ou não acerca de algumas coisas, principalmente a aquelas que estão ligadas a vida.

Quando vamos interpretar um assunto, bom é nós colocarmos em pratica uma regra básica, não julgar e não condenar nada, não darmos uma de juízes da verdade alheia, querendo que aquilo seja do nosso jeito e gosto, não estou questionando o fato de não aceitar, e sim o de criticar, ponderando o erro e dizendo que aquilo pode ser errado, por mais que a critica seja construtiva ou destrutiva, que na minha opinião critica é critica, não existe construtiva e nem destrutiva, a critica ela pode sim ajudar como também prejudicar, dependendo do modo como ela é expressada, mas não deixa de ser uma avaliação de algo ou situação, que pode resultar em uma condenação.

Por isso penso que existe a apologia e a ideologia de certas coisas e como no inicio pudemos ver o significado de ambas, agora se pode colocá-las em pratica, e bom é sabermos o que ou qual é apologia e também o que ou qual é ideologia, porque nem tudo é apologia e nem tudo ideologia, assim como também acredito os apologéticos não estarem totalmente certos, como também os ideologistas não estarem totalmente errados e vice-versa, mas que se faça necessário tanto uma quanto a outra, para que possamos obter um entendimento melhor de certos assuntos, que a apologia não seja a única regra e a ideologia não seja aquela opinião formada sobre tudo, mas que ambas possam nos ajudar naquilo que ira nos trazer conhecimento e entendimento, para que possamos não nos tornar céticos, mas sábios, que possamos não nos tornar somente críticos e sim intelectuais.


Quando nos deparamos com uma situação onde ao nosso modo de ver e analisar achamos isto ser apologia, fazemos isto devido à ideologia que temos sobre tal, como também quando nos deparamos com uma situação que também ao nosso modo de ver e analisar pode ser uma ideologia, também podemos criticar porque aplicamos a nossa apologia, nós como seres humanos temos e aplicamos as duas coisas, tanto a apologia como a ideologia, se aplicarmos somente uma delas, como sendo a única regra de fé e conduta, podemos nos tornar fanáticos ou incrédulos, podemos simplesmente entrar no nosso mérito e jamais num mérito geral, quando a pessoa acha que somente ela esta certa, menospreza as demais que estão ao seu redor, e muitos estão correndo o sério risco de não viverem mais em comunhão e sim em isolamento, porque muitos querem fazer das suas verdades à única verdade, muitos se colocam acima de outros com lições de moral e questionamentos fúteis, muitos se tornam uma ilha em meio a um mar de gente, muitos se tornam insuportáveis por não saberem aplicar a apologia e a ideologia em certos assuntos e acontecimentos, para alguns tudo é do mau, quando não, mesmo diante deste mal pode surgir algo bom, nem que seja o exemplo de não praticarmos o tal ato, tudo depende do ponto e ângulo de vista, pois, tudo merece ser analisado num todo e não somente num ângulo só, nem tudo é quadrado, nem tudo é continuo e nem tudo é para sempre, principalmente se falando dos princípios carnais, os quais lembrando bem, são; maléficos, gananciosos, hipócritas, mesquinhos, interesseiros e próprios, quando não egoístas, pois queremos sempre nos dar bem, queremos sempre que tudo seja ao nosso favor, que o vento sopre em nossa direção, que as pessoas nos agradem e que a nossa ideologia apologética seja a única, pois como seres dotados de arrogância queremos viver em comunidade mas jamais em unidade, queremos ter para não repartir, ganhar para não colaborar, se a nossa consciência pensa em ser a única, infelizmente viveremos num mundo único, o nosso, pois o resto não fará diferença alguma e com certeza corremos o certo risco de terminarmos a vida sozinhos, pobres e miseráveis, com uma historia que ninguém ira querer ouvir, mas alguns poderão dizer já vai tarde...
Postar um comentário